MPF/CE investiga pagamento de vantagem indevida envolvendo José Guimarães, empresa Engevix e BNB

Fatos narrados em reportagem publicada na revista Época podem configurar atos de improbidade administrativa praticados pelo ex-presidente do BNB, Roberto Smith, e pelo deputado federal José Guimarães

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) instaurou, nesta terça-feira, 15 de março, procedimento de investigação sobre suposto pagamento de vantagem indevida para beneficiar a empresa Engevix na obtenção de empréstimo junto ao Banco do Nordeste (BNB).

A informação, publicada em reportagem da revista Época no último dia 11 de março, detalha que o deputado federal José Nobre Guimarães teria intermediado o esquema para beneficiar a Engevix na obtenção do empréstimo pelo BNB. O caso teria sido narrado por meio de acordo de colaboração premiada homologado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Para o coordenador do Núcleo de Combate à Corrupção no MPF/CE, procurador da República Alessander Sales, os fatos citados na reportagem, intitulada “Delator acusa líder do governo na Câmara de receber propina”, podem configurar atos de improbidade administrativa praticados pelo ex-presidente do Banco do Nordeste, Roberto Smith, e pelo deputado federal José Guimarães.

O caso será investigado pelo procurador da República Alexandre Meireles.

Número do procedimento para consulta: 1.15.000.000709/2016-01
FOTO: AGÊNCIA CARIRICEARA.COM
Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal no Ceará

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados