Nota de Solidariedade aos trabalhadores do IDT e em defesa da informação pública

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) manifestam profunda preocupação com a iniciativa do governo estadual de interromper os estudos e as pesquisas produzidas pelo SINE/IDT, atividades estas executadas desde os anos 1980.

A sociedade cearense, em especial os profissionais de imprensa, sentem o duro golpe que foi a interrupção da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), no ano de 2016, o que tem dificultado o diálogo social e a produção de conteúdos jornalísticos com a quebra da série de informações que há décadas eram produzidas pelo SINE/IDT. Mesmo assim, a Instituição tem resistido e colocado importantes temas para discussão como a questão da juventude, da terceira idade e das relações de trabalho mais precarizadas e até mesmo análogas ao trabalho escravo para além das análises conjunturais e estruturais do mundo do trabalho.

É diante dessa realidade que o Sindjorce e a FENAJ manifestam esta nota de solidariedade ao Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), por ter se constituído, ao longo do tempo, numa importante fonte de produção e análise do mercado de trabalho. Ao mesmo tempo vêm expressar preocupação com a realidade do seu quadro funcional, que está há mais de 80 dias sem receber salários e com risco de demissão em massa.

Fortaleza, 26 de abril de 2019

Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará

Federação Nacional dos Jornalistas

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados