Novo decreto recomenda adiamento da volta às aulas para crianças, reduz público em estádios e determina padrão de máscara a setores

No caso de estabelecimentos de ensino, a decisão deve ser compartilhada com pais de alunos a respeito do melhor formato para cumprir a orientação

Para enfrentar a alta de casos de síndrome gripal, o Comitê Estadual de Combate à Pandemia deliberou a aplicação de novas medidas, anunciadas no início da tarde desta sexta-feira (14) pelo governador Camilo Santana, através de transmissão ao vivo pelas redes sociais. São elas: recomendação de adiamento, por duas semanas, do início das aulas para estudantes de até 11 anos; limitação do público dos estádios a 30% da capacidade; e obrigatoriedade da máscara padrão N95 ou similar para trabalhadores de farmácias, supermercados e escolas.

No caso do adiamento da volta às aulas para ensino fundamental e educação infantil, a recomendação é especialmente direcionada às unidades que previam iniciar o ano letivo na próxima segunda-feira (17). O novo prazo é importante para assegurar a aplicação da primeira dose de imunização deste público e viabilizar nova avaliação do cenário epidemiológico. “Continuamos com aumento muito forte da Covid. A ômicron tem agressividade muito forte, do ponto de vista da velocidade de disseminação do vírus. Portanto, precisamos manter todos os cuidados necessários para diminuir essa transmissão. É um momento forte [dos números] da positividade e do atendimento assistencial, principalmente nas Unidades Básicas de Saúde”, justificou Camilo Santana.

Em todo o Ceará, a taxa de exames positivos para a presença do novo coronavírus tem crescido progressivamente, apontou o secretário da Saúde do Estado, Marcos Gadelha, que também participou da transmissão ao vivo ao lado do governador. “Em Fortaleza, a positividade chegou a quase 45%. Isso significa que, de cada 100 pessoas que fizeram o exame, quase metade está com exame positivo, refletindo essa alta transmissibilidade dessa nova variante, a ômicron. A quantidade de atendimento nas unidades básicas de Fortaleza tem aumentado bastante. Outra porta de entrada do sistema de saúde são as UPAs, onde o número de atendimento tem chegado a quase mil atendimentos diariamente, uma mistura de síndrome gripal, Covid-19 e não-Covid”, resumiu Marcos Gadelha.

Ainda assim, “a grande maioria dos sintomas das pessoas que estão vacinadas são muito leves. A maior parte das pessoas que estão precisando de internação são aquelas que não se vacinaram ou não tomaram dose de reforço. Por isso, é importantíssimo tomar as doses de reforço”, reiterou o governador. “Além disso, o que tem agravado esse quadro da Covid-19 [nas unidades de saúde], são as síndromes respiratórias, principalmente a influenza A”, completou Camilo Santana.

Marcos Gadelha chancelou a fala do governador detalhando que a busca por assistência não tem se refletido em demanda por leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). “A gente tem ficado um pouco menos preocupado porque isso não tem pressionado os hospitais em termos de UTI. Nós estamos nos antecipando e abrindo leitos diariamente, abrindo Unidades de Terapia Intensiva no Hospital Leonardo da Vinci e nas várias regiões de Saúde do Estado”.

Camilo Santana apontou que as ações de combate à pandemia, além da expansão do atendimento médico também estão voltadas à detecção dos casos. “Nós dobramos os pontos de coleta de testagem no Ceará, e estamos distribuindo testes para os municípios cearenses. Na próxima semana, vamos anunciar apoio financeiro a todos os municípios para enfrentar esse momento dessa nova onda da pandemia, porque triplicou o atendimento nas unidades básicas de saúde. Estamos todos os dias ampliando leitos, principalmente leitos de UTI, e preparando toda a rede para atender os casos mais graves no Ceará”, anunciou.

Vacinação de crianças e adultos
Após chegar ao Ceará nesta sexta-feira (14), as 55 mil doses de vacinas exclusivas para crianças de 5 a 11 anos começam a ser distribuídas aos municípios ainda no mesmo dia. Assim, Fortaleza e outras cidades devem começar a aplicação neste sábado. “Lembrando da importância da vacinação das crianças. Essa é uma vacina especial, diferente da vacina de adultos, e será para crianças de 5 a 11 anos. A vacina já está sendo utilizada em vários países do mundo”, reforçou o governador.

Sobre a imunização da população a partir de 12 anos, o governador ressaltou que mais de 15 milhões de doses já foram aplicadas no Ceará. “Estamos com quase 92% da população adulta com a primeira dose e quase 86% da população acima de 12 anos já com as duas doses. Esse dado é muito importante, é isso que tem feito os sintomas da ômicron estarem mais leves no Ceará. Reforçar aqui a importância de todos tomarem o esquema completo da vacinação, principalmente os idosos”.

Para todas as idades, é necessário cadastro no Saúde Digital para ter acesso à imunização. Para o registro no sistema, é necessário informar o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS). Quem já tomou alguma vacina ou recebeu qualquer atendimento nos serviços públicos de saúde, já possui a numeração do CNS. Pessoas que têm ou tiveram plano de saúde também possuem a sequência numérica registrada no cartão do plano.

Regras vigentes

No último dia 5, decreto estadual suspendeu todos os eventos de Pré-Carnaval e Carnaval em espaços públicos do Ceará. Outros eventos festivos e sociais (como casamentos, formaturas e corporativos) tiveram redução da capacidade de ocupação, ficando autorizada a realização com até 250 pessoas em ambientes fechados e 500 pessoas em ambientes abertos. A determinação deve vigorar, inicialmente, por um mês.

*Governo do Ceará

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



barbalha 24.jan-2022

Enquete

Este ano haverá eleições. Qual deve ser a prioridade dos candidatos a Presidente e a Governador?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Copyright Site Caririceara. Todos os direitos reservados. ©2012 —2022