Novos casos da Covid-19 deixam autoridades de saúde em alerta e Ceará pode adotar medidas mais duras para barrar mais infectados

O quadro é de preocupação na área sanitária do Ceará com o registro no aumento do número de pessoas infectadas e mortes pela Covid-19. A quantidade de leitos hospitalares ocupados com pacientes infectados pela doença fez acender uma luz amarela na agenda do Governo do Estado. A demora na chegada da vacina é outro ponto de inquietação.

A Secretaria de Saúde do Estado registra maior ocupação de leitos de UTIs nas redes pública e privada e, diante dessa situação considerada grave, o governador Camilo Santana, em reunião, nessa quinta-feira, com o prefeito de Fortaleza, José Sarto, o secretário da Casa Civil, Chagas Vieira, e o secretário da Saúde, Dr. Cabeto, decidiu antecipar para hoje, pela manhã, a reunião do comitê que delibera sobre o decreto estadual que disciplina restrições para enfrentamento da pandemia.

Camilo não antecipou quais ações serão implementadas. A expectativa é que, com base no quadro sanitário registrado nos últimos dias – com mais casos de infecções e mortes pela Covid-19, medidas mais duras sejam adotadas.

Uma das preocupações entre as autoridades de saúde do Ceará é que as pessoas não estão tendo o cuidado em realizar a higienização das mãos, manter o distanciamento social e usar a máscara como iniciativas para serem evitados mais infecção pela Covid-19.

Confira nota divulgada pelo governador do Estado, Camilo Santana:

“Reunião desde o começo da manhã com nossa equipe de Saúde e com o prefeito Sarto avaliando o aumento dos números da Covid nos últimos dias, o que tem nos causado muita preocupação. Diante dos indicadores, estamos antecipando a reunião do Comitê que delibera sobre o Decreto Estadual para amanhã de manhã, quando discutiremos a implantação de novas medidas.

Também deveremos apresentar um plano de ampliação de leitos para Covid. Mesmo com o início da vacinação, sem a previsão do Ministério para os próximos lotes, esse processo deve se estender pelos próximos meses.

Portanto muita gente ainda continuará sem imunização por um certo período, oque nos deixa em alerta para uma possível continuidade do aumento de casos e da pressão assistencial. Continuaremos agindo com todo o rigor e responsabilidade com o objetivo prioritário de salvar vidas”

*Conteúdo “Ceará Agora

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados