Polícia Civil de Brejo Santo elucida latrocínio em que três pessoas foram mortas à faca em Jati

José Borges de Lima, vulgo “Cabecinha”, 21 anos de idade matou as vitimas para roubar uma bicicleta e  uma quantia de R$ 50,00 em dinheiro. No dia do crime ele chegou a ajudar colocar os corpos dentro da gaveta do rabecão, diz a policia.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Arquivo/ Caririceara.com

A polícia Civil por intermédio da Delegacia Regional de Polícia Civil de Brejo Santo elucidou nesta segunda-feira (04), um crime de latrocínio (Roubo seguido de morte) ocorrido na madrugada do dia 31 de outubro de 2020, na cidade de Jati em que três pessoas foram as vítimas. Desde a época da ação criminosa, a polícia judiciária vinha investigando o caso.

No último domingo, dia 03, um suspeito acabou sendo preso após tentar cometer um roubo usando o mesmo “modus operandi” utilizado no latrocínio, o que chamou a atenção da Polícia. O homem identificado como José Borges de Lima, vulgo “Cabecinha”, 21 anos de idade após a tentativa de assalto retornou ao local do crime e acabou reconhecido pela vítima que chamou a policia.

E após trabalho investigado a polícia civil descobriu que o jovem é o principal suspeito do triplo crime de morte em que foram vitimas, o vaqueiro João Paulo Barbosa, de 35 anos e o casal de idosos, Severino dos Ramos, de 69 anos e Maria de Fátima Gomes Ramos, de 70, todos assassinados a golpes de faca. A ação criminosa ocorreu na Avenida José Humberto Alcântara Gondim, bairro Centro. João Paulo foi morto enquanto dormia numa rede na varanda do imóvel onde residia, e os aposentados também foram assassinados em casa próximo aonde residia a primeira vítima.

João Paulo Barbosa, 35 anos e o casal de idosos, Severino dos Ramos, de 69 e Maria de Fátima Gomes Ramos, de 70, assassinados a golpes de faca em Jatí FOTO REPRODUÇÃO
Maria de Fátima Gomes Ramos, de 70 anos, Severino dos Ramos, de 69 e João Paulo Barbosa, 35 anos, assassinados a golpes de faca em Jati FOTO: REPRODUÇÃO

Naquela ocasião militares do destacamento de Jati, após diligencias em torno do ocorrido conduziram como suspeito a 21ª DRPC de Brejo Santo, a pessoa de Francisco Igor Ferreira Leonardo, o qual usa tornozeleira eletrônica. Na delegacia nada foi comprovado de que o conduzido tivesse envolvimento no crime e o mesmo acabou posto em liberdade.

Após prisão de José Borges em decorrência da tentativa de roubo por ele cometida, e o aprofundamento das investigações sobre o latrocínio, as mortes de João Paulo, Severino dos Santos e Maria de Fátima foram elucidadas. Diante dos fatos, o delegado Regional de Polícia Civil de Brejo Santo, Dr. Cristiano de Morais Pereira solicitou junto ao poder judiciário, a prisão preventiva do José Borges.

SAIBA MAIS 

De acordo com a polícia, José Borges assumiu ter assassinado João Paulo para roubar uma bicicleta e o casal de aposentados para subtrair a quantia de R$ 50,00 em dinheiro. A reportagem do Site Caririceara apurou que José Borges reside a uma distancia de 150 metros da casa onde os idosos moravam e que no dia do latrocínio, ele chegou a ajudar a colocar os corpos das vítimas na gaveta do rabecão sem levantar suspeitos de que teria sido ele o autor do ato delituoso.

Após conversar a autoria da ação criminosa, João Paulo indicou aos investigadores aonde enterrou a blusa que usava no momento que matou as vitimas. A peça foi localizada com marcas de sangue perto de casa dele. Na manhã de hoje ele levou a polícia até ao canal da transposição do rio são Francisco aonde jogou a faca usada no latrocínio e o resto da roupa que vestia no momento da ação delituosa. A polícia realiza buscas no intuito de localizar os objetos.

Reprodução autorizada mediante citação da Agência Caririceara

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados