Polícia Civil prende suspeito de ser mentor intelectual de homicídio em Aurora; veja o vídeo

Prisão ocorreu em mais uma fase da “Operação Carcerem”, que visa dar continuidade a cumprimento a mandados de prisão expedidos pela Justiça da Comarca de Aurora.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Arquivo/ Caririceara.com

Policiais Civis da Delegacia Municipal de Aurora, na região do cariri cearense, coordenados pelo Delegado Paulo Hernesto Pereira Tavares que também responde pela unidade policial civil do Barro, prenderam na tarde desta segunda-feira (01), José Inácio da Silva, apelidado por “Zezinho Galego”.

Assista ao vídeo:

A prisão ocorreu em mais uma fase da “Operação Carcerem”, que visa dar continuidade a cumprimento a mandados de prisão expedidos pela Justiça da Comarca de Aurora. O preso possui em seu desfavor, mandado de prisão temporária. Ele é suspeito de ser o mentor intelectual do homicídio que vitimou Antonio Rivio Ferreira Nobre Júnior, de 19 anos, morto a tiros na tarde da segunda-feira (22), desse mês de fevereiro na Rua Rosa Mística, Bairro Araçá, por trás da antiga cadeia púbica do município ocasião em que outras duas pessoas saíram baleadas, Maria Madalena, de 27 anos namorada do jovem assassinado socorrida em estado grave para o Hospital de Brejo Santo e o amigo do mesmo, Cleiton de Souza Silva, 21 anos.

SAIBA MAIS

No dia do crime, dois suspeitos do ato delituoso foram presos duas horas depois do ocorrido, numa ação conjunta da Polícia Civil de Aurora e da Polícia Militar por intermédio do BEPI/ Ipaumirim e BPRAIO/Lavras da Mangabeira. Alexandre Lopes Lucena Soares, 20 anos e Cícero Josimar Pinto Soares, de 18 foram capturados na Rua Vinor Leite, Bairro Araçá enquanto que a participação de José Inácio, somente só foi descoberta no curso das investigações onde o delegado de Policia, Paulo Hernesto representou pela prisão temporária, prontamente atendida pelo pode judiciário, com manifestação favorável do ministério publico. De posse do mandado de prisão, os policiais civis efetuaram a prisão de José Inácio, elucidando assim a morte de Antonio Rivio.

Alexandre Lopes Lucena Soares, (Foto 1) e Cícero Josimar Pinto Soares, (Foto 2) foram presos duas horas após assassinarem a tiros, Antonio Rivio Ferreira Nobre Júnior, o “Júnior Magrão”, (Foto 3)
Alexandre Lopes Lucena Soares, (Foto 1) e Cícero Josimar Pinto Soares, (Foto 2) foram presos duas horas após assassinarem a tiros, Antonio Rivio Ferreira Nobre Júnior, o “Júnior Magrão”, (Foto 3)

Segundo as investigações, o homicídio teve como motivação, uma dívida que a vítima tinha com o mentor intelectual do crime, este que por já estar cumprindo pena por crime de tráfico de drogas, em regime semiaberto monitorado por tornozeleira eletrônica valeu-se de Alexandre e Cícero para executarem o crime, diz a polícia.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o telefone (88) 98101-2001, da Delegacia Municipal de Aurora e Barro. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Reprodução autorizada mediante citação da Agência Caririceara

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados