Polícia de Assaré recupera carga tomada de assalto em Várzea Alegre.

Carga recuperada em Assaré, Foto Agência Caririceara.com

Redação/Agência Caririceara.com
Fotos: Agência Caririceara.com

Nesta quinta-feira, dia 16 por volta das 15h30min, a composição militar do destacamento de Assaré, Soldados Mikael, Marcelo e Nascimento, tomou conhecimento através de populares de que numa estrada carroçável no Sítio São Francisco, distante cerca de 10 Km do centro da cidade o motorista Francisco Oliveira da Silva, 59 anos, residente na Rua Coronel Francisco Gomes, 68, centro de Assaré estaria em atitudes suspeitas descarregando um caminhão baú Volvo/VM23 240 6X2R – 2004/2004 – cor azul, de placas CLJ-7315, inscrição de Juazeiro do Norte-CE, depositados uma carga de caixas de sandálias e panelas de alumínio numa casa abandonada de propriedade da família dele.

Os policias se dirigiram ao local onde perguntaram ao suspeito sobre a procedência da mercadoria. De acordo com os PMs, Francisco Oliveira confessou que as mercadorias juntamente com o caminhão, tinham sido tomadas de assalto no dia 15.02.2017, por volta das 21h30, na BR-230, no município de Várzea Alegre. Ainda segundo os policiais, Francisco Oliveira afirmou que o veiculo pertence a pessoa de José de Sousa Filho, mais conhecido por José Filho residente em Juazeiro do Norte, que trabalha como transportador, o qual lhe devia um certo valor em dinheiro e não lhe teria pago. Em face desta dívida não resolvida ele por sentimento de vingança procurou um primo seu de apelido Goiabinha (recém-liberado da justiça por assaltos) e mais dois comparsas desconhecidos da cidade de Fortaleza e efetuaram o assalto.

A polícia informou que a carga estava estipulada num valor de R$ 80.000. Francisco disse ainda aos policiais não ter participado na hora do assalto, acrescentado que apenas dirigiu o caminhão do local do roubo até ao local onde foi flagrado pelos militares.

Diante dos fatos, Francisco Oliveira o foi conduzido juntamente com a 19ª Delegacia Regional d Polícia Civil do Crato, onde junto ao Delgado Luís Eduardo determinação a autuação com base no artigo 157 do CPB. O acusado Goiabinha e os outros comparsas até o fechamento dessa matéria não haviam sido localizados pela policia.

Leia também



PATOM

Enquete