Polícia fecha criadouro de galos que seriam usados em rinhas e apreende arma de fogo e munição em Assaré

Dois homens, pai e filho foram presos por manter estrutura para realizar as rinhas. 

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Polícia Militar Ambiental do Ceará/Divulgação

Em duas ações distantes a Polícia Militar através da equipe da 2ª Cia do Batalhão de Polícia do Meio Ambiente Juazeiro do Norte efetuou nesta quinta-feira (03), a apreensão de arma de fogo e munição e o fechamento de um criadouro de galos que seriam usados em rinhas no município de Assaré.

O primeiro caso aconteceu por volta das 12h40min no Sítio Tabocas. A equipe da viatura BPMA 50134 após receber denúncia de caça ilegal na região se deslocou a referida localidade onde se deparou com dois indivíduos numa motocicleta cor vermelha, de placa não identificada que ao avistarem a composição militar empreenderam fuga em alta velocidade.

Devido às condições precárias da estrada carroçável, não foi possível os policiais  abordarem aos suspeitos que se evadiram pelo matagal. Durante a fuga, os indivíduos jogaram na estrada um saco grande. Ao verificarem o conteúdo, os PMs constaram que se tratava de uma espingarda calibre 32 sem número, duas munições calibre 28 intactos, dois recipientes de pólvora e outro contendo chumbo. O material foi recolhido e apresentado a Delegacia Regional de Crato, sendo apresentado ao delegado de plantão Dr. Bruno Fonseca que adotou os devidos procedimentos.

Já por volta das 16h20min a mesma patrulha policial foi acionada pelo  IBAMA para averiguar denúncia de maus tratos a animais em um imóvel localizado na Rua Filemon Freire, 621, Bairro Pedra de Fogo. Segundo as informações, um homem conhecido por “Irineu” mantinha em cativeiro cerca de 10 a 12 galos e preparava toda a estrutura para realizar as rinhas. Inclusive, haviam animais cegos e mutilados no local.

Os PMs ao chegarem no endereço indicado abordaram o denunciado,  Irineu Leite da Silva, de 46 anos e seu filho, Isaque Borges da Silva, de 23.  Em poder deles foram apreendidos  dez galos, quatro protetores de esporões, seis  esporões artificiais e um medicamento marca Rubralan, de uso veterinário. Foi dada voz de prisão a pai e filho que foram apresentados ao delegado de plantonista na 19ª DRPC do Crato, Dr. Bruno Fonseca que registrou o TCO, indiciando os acusados no Art. 32 da Lei 9605/98.

Reprodução autorizada mediante citação da Agência Caririceara

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados