Polícia registra atos infracionais análogos ao crime de importunação sexual em escola de Juazeiro do Norte

Viatura da Delegacia da Defesa da Mulher - DDM de Juazeiro do Norte. Foto: Agência Caririceara.com
Viatura da Delegacia da Defesa da Mulher - DDM de Juazeiro do Norte. Foto: Agência Caririceara.com

Casos foram registrados na Escola de Ensino Médio Governador Adauto Bezerra. A Polícia Civil apurar o caso.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Foto: Arquivo/ Caririceara.com

Um adolescente de 16 anos foi levado à delegacia de policia civil de Juazeiro do Norte na manhã desta sexta-feira (08), após ser acusado de importunação sexual contra duas colegas de classe de uma escola em Juazeiro do Norte.

De acordo a Polícia Militar, por volta das 11 horas a composição da viatura policial CP04 Cabo Lima, Soldados Florêncio e Luís Carlos estava se deslocando próximo ao local do ocorrido, ocasião em que foi abordada por várias estudantes, as quais informaram que dentro da Escola de Ensino Médio Governador Adauto Bezerra, que funciona na Avenida Castelo Branco, Bairro Santa Tereza estava acontecendo um tumulto, onde um aluno teria importunado sexualmente outra aluna e, que, diante do ocorrido os outros estudantes queriam agredir o suposto acusado da importunação.

Os militares se deslocaram até o estabelecimento escolar onde presenciaram vários estudantes tentando adentrar na sala da Secretaria para tentar agredir o aluno acusado do suposto ato infracional. A patrulha CP 92 tendo a frente o Subtenente Rogério foi deslocada para dar apoio a guarnição da viatura CP4, em razão do ambiente está muito conturbado, uma vez que os alunos estavam muito exaltados e querendo a todo custo invadir a sala. Diante da situação, os policiais tiveram que intervir afastando os estudantes, com o intuito de resguardar a integridade do suposto praticante do ato infracional, sendo necessário, inclusive, o uso da força necessária para afastá-los da porta da Secretaria ocasião em que os alunos começaram a jogar copos com água e suco contra os policiais.

Após o ambiente ficar parcialmente controlado, os PMs escutaram a primeira vítima da importunação, uma adolescente de 16 anos que relatou que o menor de 16 anos já vinha há algum tempo importunando-a, tanto na escola, quanto no ônibus escolar. Segundo a garota, as ações partiam desde puxões de cabelos, assim como tentativas de beijá-la sem o seu consentimento, bem como a prática de gestos obscenos.

A jovem ainda acrescentou que, por não suportar mais tais situações, denunciou os fatos a professora que estava na sala de aula. Na ocasião, os outros alunos tomaram conhecimento e tentaram agredir o acusado da importunação.

Ainda segundo a PM, os militares quando estavam qualificando as partes envolvidas, a segunda vitima, uma garota de 16 anos chegou alegando que estava passando pelos mesmos problemas da primeira vítima devido a conduta do jovem infrator. Ante ao ocorrido, foi solicitado a presença dos pais das partes envolvidas, do conselho tutelar e do diretor da escola que foram apresentados na 20ª DRPC para apresentar o fato a autoridade policial. O Delegado plantonista encaminhou as adolescentes para a Delegacia de Defesa da Mulher e a composição registrou o Boletim de Ocorrência.

Reprodução autorizada mediante citação da Agência Caririceara

Leia também



PATOM
WhatsApp Image 2022-07-28 at 08.57.10

Enquete