Prefeitura do Crato aumenta em até 400% taxa paga por permissionários do Mercado Público Walter Peixoto

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Davi Salomão com reportagens de Ambrósio Santos Foto: Jota Lopes/Caririceara

Na sessão desta terça-feira da Câmara Municipal do Crato, permissionários do Mercado Público Walter Peixoto estiveram na sede do Legislativo reclamando do aumento da taxa de reajuste que terão que pagar a partir deste mês para que possam trabalhar no local.

De acordo com o permissionário Francisco Vieira, o reajuste nos valores pagos em alguns espaços chega a ultrapassar 400 por cento…

Francisco ainda ressalta que a informação do novo valor chegou aos trabalhadores de forma inesperada e que até o momento não se sabe de onde veio o aumento…

O vendedor Fernando Leite Saraiva destaca que durante uma reunião com o prefeito Zé Ailton, o mesmo havia dito que os permissionários pagariam apenas uma taxa simbólica para a manutenção do espaço, porém, não é bem que isso que agora está acontecendo…

A presidente da associação dos moradores do Bairro Gisélia Pinheiro (Batateira), Nina Laurindo, esteve utilizando a Tribuna da casa para externar a indignação da comunidade diante da informação de que o prédio onde funcionou o posto fiscal da Secretaria da Fazenda será demolido…

Com a saída da Sefaz, a proposta inicial seria de que o espaço abrigasse a Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri), porém, segundo Nina Laurindo, o órgão deverá ser instalado no Parque de Exposição após a reforma do espaço…

O professor Luis Clodoaldo esteve entregando a mesa diretora da Câmara um abaixo-assinado onde solicita que os parlamentares analisem novamente as propostas do vereador Amadeu de Freitas (PT) de reduzir de cinco para dois e meio por cento o número de assinaturas que viabilizem a entrada na casa de um projeto de emenda popular, aumentando a participação da população nos trabalhos do Legislativo, como também a redução do recesso parlamentar de 60 para 30 dias…

No dia cinco de agosto, data em que Amadeu apresentou as propostas em sessão, apenas os vereadores Professor Gilson (PT do B), Ticiana Cândido (PSDB), Guri (PV) e Renan Almeida (PEN), foram de acordo com a iniciativa, se constituindo em apenas quatro das sete assinaturas que seriam necessárias. O abaixo-assinado conseguiu 800 assinaturas e o próximo passo agora é fiscalizar o andamento dos projetos.


©Todos direitos reservados a Caririceara.com. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível de ação judicial com base na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 dos Direitos Autorais.

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados