Presidente da OAB Crato fala sobre extinção de comarcas no Ceará

DA AGÊNCIA CARIRICEARA COM INFORMAÇÕES DO TJCE
Davi Salomão com reportagem de Ambrósio Santos Foto: Divulgação/Internet

Apresentado pelo Tribunal de Justiça do Ceará no primeiro semestre deste ano, o projeto que trata da reforma e organização judiciária estadual, onde prevê a extinção de 60 comarcas no interior cearense, segue gerando várias críticas tanto pela sociedade como também por entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Estado do Ceará.

Entregue no início de julho à Assembleia Legislativa, o projeto de lei ainda não entrou na pauta da Casa, já que o presidente, Zezinho Albuquerque (PDT), ressaltou que a proposta só será lida no expediente do Legislativo estadual após modificações por parte do TJCE

O presidente da Subseção da OAB em Crato, Aderson Feitosa, ressalta que a proposta é um retrocesso no Poder Judiciário do Ceará…

Em sua justificativa, o vice-presidente do TJCE, o desembargador Washington Araújo, afirma que as Comarcas Vinculadas, funcionam sem estrutura pessoal própria, dando a falsa impressão de proximidade da população. “Nessas unidades, o processo está perto da parte, mas longe do juiz. O nosso objetivo é justamente trazer as ações para onde está o julgador, o que dá a real efetividade da prestação jurisdicional.”

Caso a medida venha a ser aprovada pelo Legislativo, serão extintas na região do Cariri as comarcas de Abaiara, Altaneira, Grangeiro, Penaforte, Potengi, Salitre e Tarrafas.

©Todos direitos reservados a Caririceara.com. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível de ação judicial com base na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 dos Direitos Autorais.

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados