Preso suspeito de matar motorista em Assaré; a vítima foi morta na presença de um filho de 05 anos de idade

FOTO: JOTA LOPES / ARQUIVO / AGÊNCIA CARIRICEARA.COM
FOTO: JOTA LOPES / ARQUIVO / AGÊNCIA CARIRICEARA.COM

Segundo investigações, o suspeito e a vítima tinham desavença entre os dois.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Foto: Arquivo/ Caririceara.com

O principal suspeito da morte do motorista Antonio Saraiva Filho, 50 anos foi preso nesta segunda-feira (02) em Assaré, na região do cariri cearense. O crime aconteceu por volta das 20h30min do domingo (01), na presença de um a filho da vítima , uma criança de cinco anos. Os dois estavam na calçada da casa da  sogra de Antonio no Sitio Munduri, zona rural deste município.

Dando prosseguimento as diligências com intuito de localizar o possível autor do homicídio  o policiamento militar assareense  entrou em contato com familiares do homem assassinado que afirmaram que o único desafeto que a vítima possuía era o agricultor,  Antônio Roberto da Silva, 66 anos, residente no Sítio Giribuer de Assaré-CE, distante cerca de 04 km do local do crime.

SAIBA MAIS

Diante das informações os policiais  se deslocaram a casa do suspeito, onde esse ao perceber a presença da viatura, tentou empreender fuga, correndo, porém acabou alcançado.  Na residência de Antônio os policiais apreenderam  algumas espingardas e munições de calibre 28, e constataram que a arma correspondente a esse calibre, uma espingarda calibre 28, estava na casa da irmã do agora infrator, no Sítio São José de Assaré-CE, que posteriormente também foi apreendida. No total  a policia apreendeu 06 armas de fogo, 05 espingardas tipo socadeira e 01 espingarda calibre 28, além de munições.

O acusado junto com itens apreendidos foi conduzido a Delegacia Regional de Polícia do Crato sendo autuado no Artigo 12 da Lei 10.826/03 (Estatuto do Desarmamento) pelo Delegado de Plantão o Dr. Diogo Galindo de Góes, na Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato-CE, bem como será investigado pelo crime de homicídio o qual é o principal suspeito.

 A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também



PATOM

Enquete