Preta Gil sobre amadurecimento: “Penso muito antes de me expor”

Aos 46 anos, a cantora diz ter amadurecido como nunca antes na vida desde o início da pandemia, fala sobre vaidade e comenta a necessidade da militância

Logo que chegou na Villa Riso, onde fez as fotos para a capa da Quem, Preta Gil ficou admirando a natureza exuberante da floresta de São Conrado, no Rio de Janeiro. “É isso que eu quero para mim. Respirar o ar puro, cheiro de mato, sentir o sol tocar na minha pele, pisar na terra, acordar ouvindo o barulho dos pássaros”, disse. Aos 46 anos, a artista diz ter amadurecido como nunca antes na vida desde o início da pandemia do coronavírus.

A cantora, que foi uma das primeiras artistas brasileiras a testar positivo para Covid-19, viu sua agitada rotina de shows pelo Brasil, gravações de programas TV e comerciais adiados por conta do isolamento social, período que ela diz ter aproveitado para refletir e tomar decisões transformadoras. Preta trocou até de endereço, deixando o seu confortável apartamento na zona sul, para morar em uma casa ainda em construção no Itanhangá. O motivo: a necessidade de um contato maior com a natureza.

“Foi uma decisão tomada na pandemia. Tinha acabado de reformar o apartamento todinho, mas me senti enclausurada. Fiquei quatro meses sem sair na rua, nem no meu playground eu ia. Falo isso no alto do meu privilégio, sabendo de tudo que tenho de bom, mas dentro das minhas condições, achei que aquele apartamento me sufocou. Eu olhava o verde e o mar da janela, mas não sentia o sol tocar na minha pele. Quero uma casa gostosa, com piscina, para reunir a família e os amigos. Minha neta (Sol de Maria) aproveitar. Quis ter uma qualidade de vida melhor.”

*Conteúdo “Revista Quem

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido!!