Programa de Modernização da Cultura do Algodão chega às regiões Central e do Cariri

Durante a capacitação, os produtores de algodão vão conhecer novas tecnologias que prometem deixar a cultura mais forte no estado

Durante a capacitação, os produtores de algodão vão conhecer novas tecnologias que prometem deixar a cultura mais forte no estado.

Nesta última semana de janeiro os produtores de algodão das regiões Central e Sul do Ceará serão contemplados com o curso técnico “Aspectos Gerais sobre o Cultivo do Algodoeiro”. A capacitação, que acontecerá nos dias 29 e 30 de janeiro, em Quixeramobim e Barbalha, respectivamente, é promovida pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, em parceria com a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), Ministério da Agricultura, Emprapa e BNB.

Em 2020 serão contempladas as três regiões com maior potencial de cultivo de algodão no Ceará (Sul, Central e Jaguaribana). “Durante os cursos e oficinas iremos repassar informações sobre as novas tecnologias desenvolvidas pela Embrapa Algodão, com sementes mais resistentes”, destacou o coordenador do Programa de Modernização da Cadeia Produtiva do Algodão, Euvaldo Bringel.

Vale lembrar que o Ceará é o terceiro maior polo consumir de algodão do Brasil. “Aqui no Estado existem grandes indústrias têxteis e a comercialização do algodão é garantida. Sem falar nas condições favoráveis que temos para produzir o algodão, com sol e luminosidade necessários”, ressaltou o coordenador do programa.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no local do curso.

Serviço:
Curso Aspectos Gerais sobre o Cultivo do Algodoeiro
Data Quixeramobim: 29 de janeiro (quarta-feira)
Local: Auditório da FATEC.
Data Barbalha: 30 de janeiro (quinta-feira)
Local: Embrapa Algodão.

*Governo do Ceará

Leia também



PATOM

Enquete