Programa Estadual de Recompensa da SSPDS-CE tem nomes e valores atualizados

SSPDS-Procurados-18fev2022-mosaicos-site-

As quantias, que serão destinadas ao pagamento de pessoas que forneçam informações que auxiliem nas capturas dos investigados, variam entre R$ 5 mil e R$ 8 mil.

O Governo do Ceará renovou as informações e os valores referentes aos nomes do Programa Estadual de Recompensa da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Todos os indivíduos são suspeitos de integrarem grupos criminosos, além de possuírem passagens por diversos crimes. As quantias, que serão destinadas ao pagamento de pessoas que forneçam informações que auxiliem nas capturas dos investigados, variam entre R$ 5 mil e R$ 8 mil.

Dois dos alvos incluídos no Programa Estadual de Recompensa são considerados pelas autoridades policiais como indivíduos de alta periculosidade e são suspeitos de terem participado das mortes ocorridas no bairro Sapiranga, na madrugada do dia 25 de dezembro do ano passado. De acordo com as investigações, Francisco Wellington Bezerra da Silva Filho (33), conhecido como “Bombado”; e José Ivan Alves da Silva Filho (30), conhecido como “FF”, são integrantes de uma organização criminosa que atua em Fortaleza.

Juntos, eles somam diversas passagens pela Polícia pelos crimes de homicídio doloso e tráfico de drogas. A recompensa para quem repassar informações que auxiliem na localização de Francisco Wellington é de R$ 6 mil; e de José Ivan Filho é de R$ 5 mil. As Forças de Segurança do Estado já capturaram, até o momento, 13 pessoas envolvidas com esses homicídios na Sapiranga.

Também fazem parte da lista atualizada do Programa Estadual de Recompensas os seguintes investigados: Dannys Ronnys Almeida dos Santos (33), conhecido como “Gordo” ou “Gordinho”. Ele possui uma extensa ficha criminal com passagens por organização criminosa, roubo, porte ilegal de arma de fogo e é fugitivo do Sistema Prisional; e José Anderson Pereira de Freitas (34), conhecido como “Alex”, fugitivo do Sistema Prisional e com passagem por homicídio doloso. A recompensa para quem repassar informações que auxiliem na localização deles é de R$ 5 mil para cada um.

Mais alvos

Outros nomes, que já fazem parte da lista, tiveram suas informações atualizadas. São eles: Sancley de Araújo Holanda (43), conhecido como “Sadam”. Ele é investigado como chefe de organização criminosa com atuação no Ceará, Piauí e Maranhão e possui antecedentes criminais por tráfico de drogas, roubo, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo. “Sadam” é apontado ainda como um indivíduo de alta periculosidade. Outro nome é o de Carlos Mateus da Silva Alencar (27), conhecido por “Fiel” ou “Skindum”. Ele é apontado como chefe de organização criminosa que atua no bairro Parangaba, Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5) de Fortaleza, e possui passagens por crimes de homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Também fazem parte da lista do Programa Estadual de Recompensa, Igor Bezerra da Silva (21), conhecido como “Barruada”; Evaldo Batista Ferreira (57), o “Evaldo Coragem”; Antônio Edinaldo Soares de Oliveira (36), conhecido com “Naldo”; Gilberto de Oliveira Cazuza (31), conhecido como “Minguau”; e Rener Castro de Souza (30). Os suspeitos já possuem diversas passagens pela Polícia pelos crimes de homicídio doloso, tráfico de drogas, associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo e roubo. A recompensa para qualquer informação que auxilie na localização e na captura dos indivíduos varia de R$ 5 mil a R$ 8 mil para cada um deles.

As denúncias devem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS); ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Prisões do Programa de Recompensa

De todos os alvos incluídos no Programa Estadual de Recompensa da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), instituído em 2019, 13 já foram localizados, sendo uma mulher e 12 homens. Seis homens foram capturados em outros estados da Federação. As localizações ocorreram no Piauí (1), Rio de Janeiro (1), Rio Grande do Norte (1) e São Paulo (3). A única mulher incluída na lista e que já está presa foi capturada em Jijoca de Jericoacoara, no litoral cearense. Os demais presos foram localizados em Barreira, Fortaleza e Sobral.

1.Francisco Cilas de Moura Araújo, o “Mago”: foi preso no dia 7 de julho de 2020, em Teresina (PI), em uma operação deflagrada pela Polícia Civil do Ceará.

2. Alban Darlan Batista Guerra: localizado no dia 31 de julho de 2020, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), após troca de informações entre as Polícias Civis do Ceará e do Rio de Janeiro, sobre o paradeiro do foragido. Morreu em confronto com policiais civis do Rio de Janeiro.

3. Lindemberg Vieira Viana, o “Detento”: preso no dia 13 de novembro de 2020, em Itaitinga (CE), em operação da Polícia Civil do Ceará com apoio da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da SSPDS e da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) do Ceará.

4. Almerinda Marla Barbosa de Sousa, a “Irmã Ruiva”: presa no dia 20 de novembro de 2020, em Jijoca de Jericoacoara (CE), em uma operação da Polícia Civil do Ceará.

5. Eupídio Fernandes da Rocha, o “Abel”: preso no dia 7 de fevereiro de 2021, em uma pousada no bairro Ponta Negra, na cidade de Natal (RN), pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte.

6. Paulo Diego da Silva Araújo, o “Dino”: preso no último dia 9 de maio de 2021, em uma residência na cidade de Salto, em São Paulo, pela Polícia Civil do Ceará. Dino estava com mandado de prisão em aberto e é investigado por integrar uma organização criminosa com atuação no narcotráfico, além de arquitetar ações criminosas contra o patrimônio público e privado no Ceará.

7. Antônio Josivan Lopes Silva (30): homem apontado como autor do homicídio que vitimou o escrivão da PC-CE, Aloizio Alves de Lima Amorim, em Tauá. Ele foi preso no dia 6 de junho de 2021, em um imóvel na cidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, após 37 dias de diligências ininterruptas.

8. Alisson de Queiroz Garcia (30), o “Koka”: preso em um imóvel no bairro Bom Jardim (AIS-2) de Fortaleza, no dia 19 de junho de 2021. Contra ele, foi cumprido um mandado de prisão pelo crime de homicídio. Durante a captura, ele também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, uso de documento falso e falsa identidade.

9. Gilderlan Soares Granja (29), vulgo “Condadinho”: preso pela Polícia Civil do Estado do Ceará, no dia 28 de junho de 2021, em São Paulo. O homem, apontado como chefe de organização criminosa com atuação no Vale do Jaguaribe, estava com cinco mandados de prisão em aberto e possui seis passagens por homicídio, roubo, estelionato, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e restrito.

10. Daniel Oliveira da Silva (38), o “Daniel Trator”: preso pela Polícia Civil do Estado do Ceará com apoio da Coordenadoria de Inteligência da SSPDS, em Fortaleza. O suspeito figurava na lista dos mais procurados do Estado, sendo suspeito de chefiar uma organização criminosa na Comunidade Rosalina. Ele possui antecedentes criminais por homicídio e tráfico de drogas.

11. Marcos Batista Ferreira Mendes (40), conhecido como “Marquim Coragem”: era considerado foragido da Justiça cearense até ser localizado e preso pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), em outubro de 2021, em Sobral – Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14). Ele é apontado como integrante de grupo criminoso atuante na Região Norte do Estado e havia sido incluído no Programa Estadual de Recompensa do Governo do Ceará. “Marquim Coragem” possui diversas passagens por homicídio doloso, latrocínio, associação criminosa e corrupção de menores.

12. Wandeson Delfino de Queiroz (24), conhecido como “Interior”: é apontado como chefe de um grupo criminoso e o responsável pelas mortes de sete pessoas, registradas em novembro de 2020, no município de Ibaretama (AIS 20). Foi preso pela Polícia Civil, em novembro do ano passado, em Fortaleza.

13. Francisco Edson Pereira Lima, 25 anos, o “Dragão”: apontado como integrante de um coletivo criminoso com atuação nos bairros Siqueira e Bom Jardim (ambos da AIS 2). A captura ocorreu após um trabalho realizado por equipes da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Ele foi preso no município de Barreira, no Ceará.

*Fonte: Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará

Leia também



PATOM
WhatsApp Image 2022-07-28 at 08.57.10

Enquete