QUADRA INVERNOSA NO CEARÁ Primeira quinzena registra metade da média do mês

+@B

Voltou a cair água do céu no Ceará. Das 7 horas da última quinta-feira (15) até as sete horas de ontem, choveu em 75 municípios do Estado. As maiores precipitações foram registradas em Solonópole e em Jaguaribe. As duas cidades empataram com o registro de 58 mm. Choveu também em Jaguaretama (45 mm), Umari (40 mm) e Orós (36 mm).

Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a previsão para este fim de semana é de chuvas com eventos de fortes precipitações isoladas na região do Sertão Central.

Mesmo que não representando um bom inverno, desde que começou o mês de abril, as chuvas têm se tornado mais intensas, fazendo jorrar alegria para o cearense que já sofre pelo quinto ano seguido de estiagem, e vê a esperança perder espaço para o chão rachado do sertão. O saldo desse cenário são açudes secos e atividades comprometidas, como a pesca e o plantio no campo.

O meteorologista da Funceme, David Ferran, afirma que até ontem, a média geral acumulada do mês era de 90 mm. A região mais beneficiada com as chuvas nos primeiros quinze dias de abril foi o Litoral do Ceará. No outro extremo do cálculo, está a região Sul, praticamente sem chuvas.

Quinzena

O meteorologista explica que os primeiros quinze dias de abril deste ano, tiveram registros mais significativos se comparados com o mesmo período do ano passado. Em 2015, durante todo o mês de abril, as chuvas acumularam um total de 106 mm. O registro atual de 90 mm chovidos até agora, representa metade da média história prevista pela Funceme para o mês, que é de 188 mm.

David Ferran reforça a previsão feita pela Funceme de que 2016 seja de mais um ano de seca. O último prognóstico divulgado pelo órgão, em fevereiro, previu chuvas abaixo da média histórica nos meses de março, abril e maio. A média do triênio acumulada até agora foi de 221 mm, enquanto o esperado é de 482 mm. Os números representam um desvio de -52% registrado até agora, o terceiro maior já observado nos últimos dez anos.

Reservatórios

O volume dos 153 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) teve um discreto aumento, atingindo 13,5% da capacidade. Hoje três estão sangrando: Caldeirões (Saboeiro), Gameleira e Quandú (Itapipoca). Outros três estão com volume acima de 90%: Maranguapinho (Maranguape), Tijuquinha (Baturité) e Colina (Quiterianópolis).

Com informações do Diário do Nordeste

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados