Região Metropolitana do Cariri reduz 840 empregos no primeiro bimestre deste ano

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), apontam redução de 840 empregos formais na Região Metropolitana do Cariri, entre os meses de janeiro e fevereiro. O número equivale a 20% da retração registrada em todo o Ceará, que teve 4.171 demissões.

Dos nove municípios que compõem a RMC, o maior número de demissões ocorreu em Juazeiro do Norte. Foram 352, seguidos por 305 em Crato e 160 em Barbalha. O setor do comércio é um dos que mais apresenta retração. Nos três municípios é comum encontrar estabelecimentos com as portas fechadas. Aqueles em funcionamento buscam alternativas como promoções e descontos para a aceleração das vendas.

Somente em Crato, segundo José Alves Lobo, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), cerca de 40 lojas fecharam as portas desde o segundo semestre de 2015. Entre elas, pequenos estabelecimentos e até unidades de empresas nacionais. “Hoje, a palavra-chefe de todas as pessoas que trabalham no comércio é a crise”, afirma Alves Lobo. Apesar do mau momento, a entidade trabalha o otimismo junto aos seus associados, na esperança da melhoria na economia.

De acordo com o presidente da CDL em Juazeiro do Norte, Michel Araújo, há cerca de oito mil CNPJs nomunicípio. Destes, 800 são associados à entidade. Entre as ações feitas para incentivar o crescimento do setor, ele destaca o Liquida Cariri, que gerou 15% no aumento das vendas entre as lojas participantes

FOTO: JOTA LOPES/AGÊNCIA CARIRICEARA.COM

Com informações do Jornal do Cariri

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados