Renata Domínguez, de ‘Sol Nascente’, pensa em congelar óvulos: ‘Não abro mão de ser mãe’

Foto: Rafael Moraes
Extra online

O sol há de brilhar mais uma vez na vida de Renata Domínguez. A atriz, que interpretou por quase três anos a Solene/Sol de “Malhação (2001)”, agora está no ar como a Sirlene em “Sol Nascente”, sua segunda novela na Globo após nove anos na Record:

— Os nomes são muito parecidos, né? Fiquei bem feliz com a coincidência. Sirlene representa muito a mulher brasileira. A novela está criando uma expectativa para a volta dela ao Arraial do Sol Nascente. Por enquanto, a personagem mora em São Paulo, mas deve se mudar em breve. Estou torcendo para César (Rafael Cardoso) fazer muitas vilanias para o tombo dele ser grande quando ela aparecer na cidade.

Neste editorial de moda para a Canal Extra, no entanto, nada de torcida por maldades. Ao fotografar com looks florais, para comemorar a primavera, a atriz mandou a chuva embora com seu alto-astral. O bom humor é consequência da empolgação com a nova fase em que vive. Separada há um ano do diretor Edson Spinello, ela admite estar experimentando um período de autoconhecimento.

— Tenho aprendido mais comigo mesma. Estou reconhecendo os meus limites e os meus pontos fortes. Para descobrir como ser solteira, por exemplo, estou disposta a me reinventar. Essa sensação de que posso tudo chega a me assustar. Mas estou curtindo muito o fato de não ter que dar satisfação a absolutamente ninguém.

Na ficção, a artista interpreta uma mãe solteira. Aos 36 anos, Renata se aproxima de sua personagem ao sonhar ter uma família:

— Se não aparecer a pessoa do meu “para sempre” em até cinco anos, eu não descarto uma produção independente, não. Também penso muito em congelar óvulos. De repente, vou fazer isso depois da novela. Não abro mão de ser mãe.

Enquanto os planos da atriz não se concretizam, ela se joga no papel que lhe rendeu outras transformações além da rotina de gravação. Para compor Sirlene, a carioca emagreceu seis quilos praticando muay thai e musculação, e atualmente cuida com afinco da alimentação.
— Quando eu estou no ar, sou adepta da dieta da proteína. Mas não excluo os carboidratos, só evito. Tudo o que é radical tem efeito rebote e é agressivo ao organismo. Eu já fiz muitas loucuras por trabalho. Não posso mais me sacrificar tanto assim. Depois dos 30, o metabolismo muda muito.

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados