Roubos de carga no Ceará caem 64% no primeiro semestre de 2019

Roubos de carga no Ceará caem 64% no primeiro semestre de 2019 FOTO ILUSTRAÇÃO

Nesse primeiro semestre de 2019, o Ceará reduziu em 64% os números dos roubos de carga, graças ao trabalho realizado pelas forças de segurança em todo o território. O mês de junho foi o segundo período com maior redução entre os meses do ano, de acordo com os dados da Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública do Estado do Ceará (Supesp), órgão vinculado à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Esse recorte está inserido nos Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP), que chega ao 25° mês de queda no Estado.

Durante os seis meses de 2018, foram registrados 147 roubos de cargas. No mesmo período deste ano, esse número caiu para 53 casos. Em junho, segundo mês com maior redução neste ano até o momento, a queda foi de 77%, indo de 26 crimes para seis. Já maio a redução foi de 60%, passando de 30 casos para 12, no mesmo período de 2019. Em abril, o índice criminal foi de 20, em 2018, e caiu para 11, o que corresponde à redução de 45%. De todos os meses deste ano, março foi o período com a maior queda, indo de 26 casos para cinco, o que equivale a uma redução de 81%. Já fevereiro registrou 52% a menos nos crimes, indo de 21 para 10 casos. Por último, janeiro registrou nove crimes, com uma queda de 63%, quando comparado ao primeiro mês do ano passado, quando ocorreram 24 roubos.

“É um indicador que nos anima, que mostra que estamos no caminho certo. Com isso, é importante destacar que a recuperação e o combate ao roubo de carga fazem parte da estratégia de combate à mobilidade do crime. Nós utilizamos sistemas com inteligência artificial, câmeras de videomonitoramento e o deslocamento rápido de equipes, além do trabalho brilhante que vem sendo feito pela Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC). Quando a ação policial resulta nas prisões desses grupos especializados, isso reflete nos números de ocorrências. Todo esse trabalho é importante porque o prejuízo causado pelos roubos de cargas resulta no aumento nos preços dos transportes e dos seguros, o que impacta diretamente no consumidor final. Dessa maneira, aqui no Ceará, estamos mostrando que utilizamos um modelo que funciona e que consegue combater efetivamente esse tipo de crime”, destacou o secretário da SSPDS, André Costa.

Crime Violento contra o Patrimônio

No acumulado de janeiro a junho de 2019, a redução dos Crimes Violentos contra o Patrimônio 1 (CVP 1), que abrange roubos a pessoa, de documentos e outros, foi de 22,9%. Foram 28.080 ocorrências desse tipo de roubo registrado, em 2018, contra 21.643, em 2019. No total, foram6.437 roubos a menos do que no ano passado.

Ainda no acumulado, todas as regiões do Ceará registraram números positivos. A maior queda percentual foi no Interior Sul, com 29,2%, indo de 2.237 para 1.584. Em seguida, vem o Interior Norte, com queda de 27,9%, indo 2.523 para 1.818. Depois, vem a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), com 23% de redução, diminuindo de 4.640 para 3.572. Por último, vem Fortaleza com redução de 21,5%, passando de 18.680, no primeiro semestre de 2018, para 14.669, nos primeiros seis meses deste ano. Em junho último, o Estado reduziu em 23,2% o CVP 1, com 1.091 ocorrências a menos em comparação ao mesmo intervalo do ano passado. Foram 3.608ocorrências, no sexto mês deste ano, contra 4.699, no mesmo período de 2018.

No CVP 2, que abrange roubo de carga, roubo com restrição de liberdade da vítima, a residência, de veículos e contra instituições financeiras, a redução foi ainda maior em 2019. Os seis primeiros meses contabilizaram uma queda de 47,4%, com 5.816 ocorrências no ano passado, contra 3.057, no mesmo período de 2019. No total, são 2.759crimes a menos.

A maior redução percentual, no primeiro semestre de 2019, foi em Fortaleza, com 51,8%:3.082 (2018) e 1.487 (2019). Em seguida, vem os municípios que fazem parte da Região Metropolitana da Capital, com 49,3% de queda: 1.510 (2018) e 766 (2019). Depois vem o Interior Sul, com 36,1% de diminuição:523 (2018) e 334 (2019). Por último, o Interior Norte, com retração de 33%:701 (2018) e 470 (2019). Só em junho, foram 367 ocorrências a menos no Ceará, se comparado ao mesmo período do ano passado. Isso corresponde à queda de 41,5% nos crimes, passando de 885 para 518.

*SSPDS-CE

Leia também



PATOM

Enquete