STJ determina soltura de Yury do Paredão, empresário que aparece atirando em vídeo em Juazeiro do Norte

Empresário foi flagrado em vídeo atirando aleatoriamente em outro homem, que seria seu empregado. Nas imagens, pessoas riem da ‘brincadeira”.

Supremo Tribunal Federal (STJ), em Brasília, concedeu nesta segunda-feira (13), habeas corpus ao empresário Yury Bruno Alencar Araújo, conhecido como Yury do Paredão. Ele foi preso na última terça-feira (7), após prestar depoimento sobre um vídeo em que aparece atirando em direção a um funcionário em janeiro deste ano.

Empresário que aparece em vídeo atirando contra uma pessoa no CE é preso ao prestar depoimento

O registro em vídeo do empresário atirando viralizou nas redes no início de agosto. Uma arma da Polícia Civil de Pernamcuco foi encontrada na buscas na casa de Yury em buscas durante a investigação sobre o caso. Ele foi detido por porte de arma restrita da polícia e por disparo de arma de fogo.

O advogado Leandro Vasques, que representa o empresário, disse que só vai manifestar após o cumprimento da decisão do STJ, mas ressalta “que a prisão imposta a Yuri, mais de 8 meses após os fatos, foi um dos maiores excessos que já vi nos meus 25 anos de atuação profissional”. No dia 10, o Tribunal de Justiça do Ceará havia negado o pedido de soltura do empresário.

O pedido foi analisado pelo Ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do STJ, que aceitou os argumentos da defesa. “Na verdade, ao que consta, o ilícito penal em apuração ocorreu em janeiro do ano passado. Logo, sem outros dados novos, não está presente sequer o aspecto da contemporaneidade”. De acordo com o desembargador a falta de contemporaneidade e a “não indicação de fatos novos para justificar a custódia, torna a prisão preventiva ilegal”, diz o ministro.

E conclui. “Defiro a liminar para assegurar ao paciente o direito de aguardar em liberdade a aplicação das medidas cautelares previstas nos incisos I e IV do art. 319 do CPP [Códido de Processo Penal], o julgamento do presente habeas corpus”.

Prisão
Yury do Paredão está preso na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), localizada no município de Juazeiro do Norte.

A prisão foi pedida pelo Ministério Público de Juazeiro do Norte. Durante uma busca na casa do empresário, a polícia encontrou uma arma pertencente à Polícia Civil de Pernambuco. “A gente precisa saber agora como essa arma foi parar na casa do empresário e o que ele fazia com ela”, explica o delegado Regional de Juazeiro do Norte, Juliano Marcula.

CONTEÚDO G1 CE

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados