Suspeita de torturar criança de 1 ano madrasta é presa pela PM; o crime aconteceu na residência onde moram vítima e acusada em Juazeiro do Norte

Suspeita de torturar criança de 1 ano madrasta é presa pela PM; o crime aconteceu na residência onde moram vítima e acusada em Juazeiro do Norte Foto Redes sociais

Vítima sofreu suspeita de traumatismo craniano encefálico e permanece na UTI no Hospital Santo Antonio de Barbalha.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Redes sociais

Uma mulher foi presa na noite desta sexta-feira (13) suspeita de torturar a enteada de um ano de nascida. Segundo a Polícia Militar, por volta das 22h20min Patrícia Soares Martins, 29 anos, residente na rua João Pereira de Carvalho, 30, Bairro Campo Alegre, na cidade de Juazeiro do Norte-CE, foi denunciado a PM via WhatsApp de ter cometido maus-tratos contra a sua enteada menor de idade, a qual estaria no hospital Santo Antonio de Barbalha acompanhando a criança que apresentava vários hematomas pelo corpo e suspeita de traumatismo craniano encefálico.

De posse das informações, a patrulha militar de Barbalha CP-2692 composta pelo Subtenente Filgueiras, Sargentos Arrais e Amorim com apoio da equipe da  viatura 2682, Sargento Lobo, Cabo Joel Ferreira e Soldado Maranhão foram deslocadas para a unidade hospitalar onde abordarem a denunciada a qual afirmou que sua enteada a garota Maria Laysa Rodrigues da Silva,  teria sofrido uma queda da cama. No hospital também se encontrava a mãe biológica da vítima, Maria Raila Rodrigues de Araújo, 19 anos, residente na Rua Manoel Tavares Lopes, 3191, Parque Frei Damião, em Juazeiro do Norte, que disse saber que a filha sofria com agressões por parte da madrasta.

Os policiais ouviram ainda o médico que atendeu a vítima, Dr. Antonio Magdo Gonçalves que afirmou ser grave o estado de saúde da criança a qual seria encaminhada para UTI. Segundo os PMs o profissional de saúde acrescentou que a madrasta teria dito que a criança caiu da cama, mas que os ferimentos não eram condizentes com a queda e que desconfiava que Patrícia realmente pratica maus-tratos contra  a criança.

Diante dos fatos, equipe policial sob o comando do Sargento Eduardo conduziu Patrícia e as testemunha do crime, Sinária Francisca Matias Batista, 19 anos e Zenilda Francisca Matias a Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte-CE, onde a delegada Cícera de Jesus Santos Araújo efetuou a prisão em flagrante da acusada por infração ao artigo 1,II da Lei 9455/1997 (Tortura) artigo 7 DA Lei 11340/2006 (Violência Doméstica). Após os procedimentos na 20ª DRPC, Patrícia ficou recolhida para posteriormente ser encaminhada a cadeia feminina do cariri, na cidade do Crato onde ficará a disposição do poder judiciário.

A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também



PATOM

Enquete