Suspeito de matar amigo a mando do sogro da vítima em Juazeiro do Norte é preso pela Polícia Civil em Barbalha

O suposto mandante do crime, que também teve sua prisão decretada pela justiça, ainda permanece foragido.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Foto: Redes sociais

Um homem suspeito de homicidio foi preso na manhã desta segunda-feira (24), na zona rural do municipio de Barbalha (CE). A prisão aconteceu às 07h15min, no Sítio Santana, onde reside o investigado, efetuada por policiais da 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte (CE), em cumprimento ao Mandado de Prisão Preventiva, expedido pelo Juízo da 1ª Vara Criminal desta Comarca. Eduardo Sampaio Santana, apelidado por “Eduardo da Barbalha” foi indiciado através do Inquérito Policial como autor material do assassinato duplamente qualificado (motivo torpe e mediante dissimulação, sem oferecer chance de defesa à vítima) ocorrido no dia 21 de fevereiro de 2019, por volta das 14h00min, no interior da residência situada na Avenida Carlos Cruz, 2995, bairro Juvêncio Santana, em Juazeiro do Norte, contra Rodrigo Vinicius Santos de Gusmão, de 35 anos de idade o “Rodrigo do Sal”, como era mais conhecida a vítima.

ENTENDA O CASO: Segundo foi apurado pela Polícia Civil, na data do crime, “Eduardo da Barbalha”, que era amigo da vítima, chegou à residência desta como garupeiro da moto Honda/NXR 150 Bros, de cor preta, de placa HYV-7906, pilotada por Eduardo Fernandes Alencar, de 51 anos e conhecido por “Eduardo Alencar”, a pretexto deste último, que atua como “veterinário” e que era sogro de “Rodrigo do Sal”, verificar problema com um equino que seu genro criava, conforme havia sido “agendado” um dia antes.

Nesse contexto, após se cumprimentarem rapidamente, dirigiram-se à baia de cavalos, e enquanto Eduardo Alencar distraía a atenção da vítima, que estava dentro da referida baia, Eduardo da Barbalha, de forma sorrateira, adentrou referido local e sacou de uma arma de fogo, efetuando um disparo contra a cabeça de Rodrigo, havendo nesse primeiro momento “nega” (bateu catolé), sendo verificado que Eduardo Alencar, já vendo o que iria acontecer (a chegada sorrateira de Eduardo da Barbalha junto a Rodrigo do Sal), afasta-se e fica a uns dois metros, assistindo a execução, aproximando-se novamente da vítima ao perceber a “falha”.

Eduardo Fernandes Alencar, de 51 anos, o “Eduardo Alencar”. Ele é investigado como sendo o mandante do homicídio contra seu genro “Rodrigo do Sal”, crime ocorrido em 21 de fevereiro de 2019, em Juazeiro do Norte

A partir de então, Rodrigo do Sal, se demonstrando perplexo, sem entender a situação e como se não acreditasse no que estava acontecendo, volta-se para o seu algoz, na tentativa de afastar-lhe a mão que empunhava a arma e em ato contínuo vira-se para Eduardo Alencar, como se argumentasse algo, momento em que o criminoso efetua novo disparo, vindo Rodrigo do Sal a ser atingido na parte direita da cabeça, caindo.

A partir desse momento, Eduardo Alencar sai caminhando do local, liga a moto e fica calmamente aguardando, do lado de fora, Eduardo da Barbalha, enquanto este se abaixa e aguarda uns segundos, observando de perto “Rodrigo do Sal” agonizar e de ter a certeza de que morreria, para daí então se evadir, evadindo-se a dupla do local.

Toda essa dinâmica foi registrada pelo sistema de videomonitoramento da residência da vítima e foi amplamente veiculada nos meios de comunicação, não havendo dúvidas quanto à identificação dos ora réus, que foram plenamente reconhecidos (apesar de estarem usando capacetes) pelas testemunhas oculares do crime.

Assista ao vídeo da execução de Rodrigo do Sal:

Acerca da motivação para o crime, tal está relacionado a negócios (compras e vendas) envolvendo Rodrigo do Sal, que comercializava sal mineral e comprava e vendia automóveis, e seu sogro, Eduardo Alencar. Na época do homicídio, a Ciops Juazeiro do Norte informou que “Rodrigo do Sal” possuía em seu desfavor procedimentos policiais por estelionato, lesão corporal dolosa e receptação.

Ainda nesta data, diligências foram realizadas no sentido de prender Eduardo Fernandes Alencar, contra o qual há também mandado de prisão preventiva, posto que indicado como mandante do delito, entretanto, este não fora localizado em seu endereço, encontrando-se em local incerto e não sabido. Informações acerca do seu paradeiro e de casos de homicídios registrados em Juazeiro do Norte e Região do Cariri podem ser repassadas ao WhatsApp Denúncia da Polícia Civil (NHPP Juazeiro do Norte) 85-98828-9662, com garantia de sigilo absoluto do(a) denunciante.

A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados