Três homens são mortos a tiros em um intervalo de quatro horas em Crato

Valmir Lourenço Pereira da Silva, de 23 anos foi morto a tiros na Vila Novo Horizonte em Crato. Foto: Reprodução/Redes sociais
Valmir Lourenço Pereira da Silva, de 23 anos foi morto a tiros na Vila Novo Horizonte em Crato. Foto: Reprodução/Redes sociais

Segundo a Polícia, duas das vítimas já possuíam diversas passagens policiais. Crimes ocorreram nos bairro Parque Granjeiro e Seminário.

Por Agência Caririceara

Três pessoas foram assassinadas em um intervalo de quatro horas na noite desse sábado (18) em Crato. De acordo com informações da Polícia Militar, o primeiro homicídio aconteceu por volta das 19 horas na Rua Ângelo Figueiredo com Rua Santa Quitéria, próximo ao número 65, na Vila Novo Horizonte (Vila Pau em Pé), bairro Parque Granjeiro.

O ajudante de pedreiro, Valmir Lourenço Pereira da Silva, de 23 anos que morava naquele bairro foi morto a tiros. Segundo a polícia, no local ninguém repassou quaisquer informações que pudessem a identificar e prender o suspeito e nem a motivação para o crime. A PM fez diligências em torno do ocorrido, mas nenhum suspeito foi preso. O jovem assassinado não possuía antecedentes criminais registrados.

FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

Cerca de quatro horas depois, um duplo homicídio foi registrado na Rua Mário Teixeira Mendes, na encosta do bairro Seminário. Um homem identificado como, José Wesley Bezerra Afonso, de 33 anos, que residia na Travessa Mauriti, naquele bairro e Leandro Dionísio Louro, de 34 anos, que era apelidado por “Paulista” e morava na Rua São Sebastião, Bairro Franca Alencar ( Sertãozinho) foram mortos a tiros.

O SAMU foi acionado e ao comparecer verificou que José Wesley estava em óbito e Leandro Dionísio ainda apresentava sinais vitais. Este foi socorrido ao hospital São Camilo em Crato, em seguida transferido para o HRC em Juazeiro do Norte/CE aonde veio a falecer minutos depois. Diligências foram empreendidas pela PM no intuito de prender os suspeitos, mas sem êxito até o a publicação dessa matéria.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, levantamentos feitos junto ao Sistema de Informações Policiais – SIP/SSPDS constam que José Wesley respondia por homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, assaltos, furto, contravenções penais, lesão corporal e ameaça enquanto que Leandro Dionísio possuía antessentes criminais por lesão corporal, violência doméstica e familiar contra a mulher, injuria e ameaça.

Reprodução autorizada mediante citação da Agência Caririceara

Leia também



divulgar até o próximo dia 24 de março-2023
PATOM

Enquete