Vacinação contra Febre Aftosa no Ceará encerra no fim do mês

Vacinação contra Febre Aftosa e Raiva; Prefeito e Sec Chico Machado

Criadores têm até dia 31 de maio para vacinar o rebanho contra a febre aftosa. A não vacinação trará aos criadores a inadimplência, acarretando assim nas sanções legais como multa e a não autorização da emissão da guia de trânsito animal (GTA). A multa para quem não vacinar dentro do prazo será de aproximadamente R$ 18, por cabeça não vacinada.

Para registrar a vacinação é preciso ir até os escritórios da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), Ematerce ou Secretarias de Agricultura dos municípios, levando a nota da compra da vacina e a relação dos animais vacinados por faixa e sexo. A expectativa para este ano no Ceará é que a imunização ultrapasse 95%.

A Febre aftosa é uma enfermidade altamente contagiosa que ataca a todos os animais de casco fendido, principalmente bovinos, suínos, ovinos e caprinos, e muito menos os carnívoros, mamíferos; os animais solípedes são resistentes. Dá-se em todas as idades, independente de sexo, raça, clima, porém há diferenças de suscetividade de espécie.

No Brasil, o processo mais aconselhável é a vacinação periódica dos rebanhos, assim como a vacinação de todos os bovinos antes de qualquer viagem. Em geral a vacina contra a febre aftosa é aplicada, de 6 em 6 meses, a partir do 3º mês de idade. Na aplicação devem ser obedecidas as recomendações do fabricante em relação à dosagem tempo de validade, método de conservação e outros por menores.

APRECE

Foto: Divulgação

APRECE

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados